Vida Cristã

03/05/2018 | Comportamento, Vida Cristã

Nenhum Comentário

Vivendo em uma montanha russa espiritual

Quem nunca se viu em uma montanha russa em sua vida cristã? Uma hora estamos confiantes, crendo  que Deus pode e vai fazer o milagre, quando de repente em outro momento chegamos a pensar se Ele realmente pode ou fará o tal milagre, começamos a questionar “Será que Deus realmente me ama?”, “Acho que Ele se esqueceu de mim, pois minhas lutas não cessam!”, entre outros pensamentos e questionamentos que surgem em nós. Se você já viveu ou está vivendo nesse momento de montanha russa em seu caminhar com Cristo, não se sinta diferente por isso, afinal, a maioria dos cristãos já passaram ou passarão por esse momento pelo menos uma vez em sua caminhada cristã.

Eu já vivi nessa montanha russa, e por mais que eu saiba e que você saiba, que o próprio  Jesus não nos garantiu uma vida fácil, longe de problemas, mas pelo contrário, Ele nos afirmou que neste mundo teríamos aflições (João 16:33), que sofreríamos e seríamos perseguidos por causa dEle (2 Timóteo 3:12; Mateus 5:11), há de fato momentos os quais chegamos a repensar e questionar certas coisas, por mais que o nosso coração, a nossa alma e o nosso espírito acreditem no amor, poder e soberania de Deus.

Eu tenho vivido um período muito difícil em minha vida, são lutas atrás de lutas, quando uma acaba e penso “Ufa…conseguimos” vem outra, e nesse período o qual costumo crer que é um período de provação, lapidação e aprendizado, creio também que em algum momento passará, eu me peguei várias vezes pensando e me questionando com coisas do tipo: “Parece que Deus se esqueceu de mim.”  “Parece que Ele não vê o quanto estou sofrendo.”, “Ele abençoa todo mundo, menos eu.”. Só que eu sei que a verdade não é essa. Ele jamais se esqueceu de mim ou se esquecerá, pois a sua própria palavra diz em Isaías 49:15 que “uma mãe pode esquecer seu filho, mas Deus jamais se esquecerá de nós”.

Sei que todos enfrentam lutas, muitos têm enfrentado e enfrentarão lutas mais dolorosas do que a minha. Não serei hipócrita ao ponto de falar que as minhas lutas são as piores, porque elas de fatos não são. Sei que somos diferentes, temos propósitos diferentes, então não é porque Deus abençoou alguém que ele tem que me abençoar. Ele me abençoa quando Ele quer, da maneira que Ele quer e isso não cabe a mim e nem a você (Eclesiastes 3:1), pois ele sabe o que é melhor para mim e para você, e os planos dEle são de fato melhores do que os nossos próprios planos (Isaías 55:9). Mas acima disso tudo não podemos negar que sabemos desde o início que os dias maus chegariam para TODOS do início ao fim da nossa vida. Por isso acredito que Você já passou por isso ou algo parecido, mas trago a vocês esse texto para que assim como o Senhor falou comigo, Ele possa falar com você por meio deste.

Quando lemos João 5 e vemos Jesus perguntar ao paralítico se ele deseja ser curado, podemos ter  a certeza de que Jesus já sabia qual seria sua resposta. Aquela pergunta a qual Jesus fez para aquele homem foi a mesma coisa que pedir a um macaco se ele quer banana. É óbvio que aquele homem iria dizer “Sim! Eu quero ser curado.” Ele passou 38 anos sem poder saber o que era andar, mas mesmo assim Jesus fez a pergunta a esses homem: “Você quer ficar curado?”, porque Ele queria ouvir da sua boca, queria ver o tamanho da sua fé. Não é diferente comigo e com você. Jesus sabe o que sentimos, o que pensamos, o que queremos e principalmente o que precisamos. Mas da mesma forma Ele quer ouvir da nossa boca o nosso clamor, nosso anseio, nossa súplica sincera de coração, Ele quer ver a nossa fé em AÇÃO. O problema é que quando estamos nesse período de montanha russa e nos encontramos lá embaixo não conseguimos demonstrar a nossa fé, não conseguimos elevar aos céus nosso clamor. Por isso quando passares por esses momentos lembre-se que são nessas horas que a nossa fé e nosso clamor devem ser acionados mais do que em qualquer outro momento, afinal é para isso que servem os dias maus, para que a nossa fé seja colocada a prova. E por mais que o Senhor saiba do que se passa em nossa vida e em nosso coração, o primeiro passo sempre deve vir da gente (Tiago 4:8). Deus está esperando ouvir o seu clamor sincero e verdadeiro. Ele espera ver a sua fé em ação. Se aquele paralítico não tivesse fé ele não teria se levantado no mesmo instante em que Jesus o ordenou (v 8-9).

 

Ore comigo

Ó Senhor nosso Deus, só tu sabes o que se passas em meu coração, o Senhor me conhece melhor do que a mim mesmo e por isso eu te peço ó Pai me dá força, fé e coragem para enfrentar os dias maus. Que a minha fé e confiança em ti sejam maiores do os meus medos. Quando eu me encontrar sem fé e desacreditando em ti, traga a tona tudo aquilo que já fizestes por mim. SIM, eu creio no seu amor, no seu poder e em sua soberania. Amém, Jesus!



Entre em contato